Governo colombiano espera iniciar em breve negociações com o Exército da Libertação Nacional

9 de setembro de 2013

Agência Brasil

A Agência Brasil está é a agência de notícias na Internet que distribui gratuitamente informações de governo e da sociedade, com base nos princípios da comunicação pública: assegurar o amplo acesso à informação como direito fundamental para o exercício da cidadania.

Governo colombiano espera iniciar em breve negociações com o Exército da Libertação Nacional
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-09/governo-colombiano-espera-iniciar-em-breve-negociacoes-com-exercito-da-libertacao-nacional
Sep 9th 2013, 19:48

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O vice-presidente colombiano, Angelino Garzón, disse hoje (9) que o governo do país espera iniciar nos próximos dias, as negociações para pôr fim ao conflito armado com o Exército da Libertação Nacional (ELN).
Durante a entrega de um prêmio Nacional de Defesa de Direitos Humanos em Bogotá, Garzón explicou que o governo tomou a decisão de começar o processo de paz com o ELN, mas em um lugar diferente de Havana, Cuba, onde as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o governo negociam o fim do conflito há quase um ano. "Não se pode misturar peras com maçãs", disse, reforçando que o propósito será "buscar a paz para a Colômbia".
Há duas semanas, após a libertação do canadense Jernoc Wobert, refém do ELN por 221 dias, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou que estava "pronto para negociar a paz com o ELN". A libertação de reféns era uma condição do para que uma negociação pudesse ser iniciada.
Ao liberar o refém, o ELN enviou um comunicado indicando ter a "intenção de começar um processo de paz", a exemplo do que o ocorre entre a governo e as Farc.
Na ocasião, o presidente Santos disse que o governo estava pronto para começar um processo de paz com o ELN, a segunda maior e mais antiga guerrilha em atividade da Colômbia. Segundo números do governo, a guerrilha tem cerca de 1.500 guerrilheiros, mas alguns estudos apontam que possam existir mais de 3 mil combatentes ligados ao ELN.
A imprensa da Colômbia especula sobre possíveis lugares para que o processo se desenvolva. Fala-se na possibilidade de que o Uruguai possa ser anfitrião nas negociações, uma vez que o presidente uruguaio, José Mujica, tem expressado seu desejo de colaborar com a paz no país. No entanto, o governo colombiano não confirma a informação e não anunciou o provável local da negociação.
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/d9g/Lpf2H4

Espalhe: