Após nova vistoria, Defesa Civil mantém interdição parcial do Itaquerão

28 de novembro de 2013

Nacional



Após nova vistoria, Defesa Civil mantém interdição parcial do Itaquerão
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/apos-nova-vistoria-defesa-civil-mantem-interdicao-parcial-do-itaquerao
Nov 28th 2013, 14:41

Camila Maciel

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – Após nova vistoria na manhã de hoje (28), a Defesa Civil manteve a interdição da área afetada pela queda de um guindaste na obra da Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste. No acidente, dois operários morreram e um ficou ferido. O local interditado desde ontem (27) representa, aproximadamente, 10% do estádio, 30% da área leste da arena e 5% de todo o conjunto de obras do entorno do estádio. O Itaquerão, como é conhecido o estádio, será palco da abertura da Copa do Mundo, em junho do próximo ano, e de mais cinco jogos da competição.
O coordenador da Defesa Civil, coronel Jair Paca de Lima, informou que as obras podem continuar no restante do estádio. "Foi entregue um auto de interdição para o representante do proprietário das instalações. Ele tem um prazo para entrada de documentação, solicitando a permissão para execução de obras emergenciais. Quando sair essa documentação, ele já pode dar continuidade a essas obras emergenciais", explicou.
Paca de Lima disse que a estrutura básica do estádio não foi afetada. "O risco de colapso de estrutura naquela área é só a parte metálica e do guindaste que veio abaixo". Segundo o coordenador, apenas uma parte do piso foi destruída, o que não representa perigo. Ele informou que a Construtora Odebrecht, responsável pela obra, acompanhou a vistoria e somente ela poderá dizer se as obras serão retomadas na segunda-feira, na parte não afetada, como está previsto pela empresa.
"Ocorreu uma falha de procedimento. Quem vai dizer o tipo de falha é a perícia. Pode ser falha humana, de equipamentos, de materiais ou algo fortuito", disse Paca de Lima. Segundo o coordenador, as primeiras observações não sinalizam declividade no solo. "Se houve, foi coisa de milímetros, porque há uma base abaixo da máquina e essa base não sofreu afundamento", declarou.
As causas do acidente estão sendo apuradas pela Polícia Técnico Científica, que tem prazo de 30 dias para apresentar o laudo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, esse prazo pode ser prorrogado se houver necessidade. Os peritos começaram os trabalhos na tarde de ontem e hoje cedo retornaram ao local.

Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/s69/CPKY01

Espalhe: