Mais de 49 mil pessoas deixaram suas casas no ES por causa das chuvas

24 de dezembro de 2013

Nacional



Mais de 49 mil pessoas deixaram suas casas no ES por causa das chuvas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-24/mais-de-49-mil-pessoas-deixaram-suas-casas-no-es-por-causa-das-chuvas
Dec 24th 2013, 16:08

Carolina Sarres

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Defesa Civil do Espírito Santo confirmou que há mais de 49 mil pessoas precisaram deixar suas casas devido às chuvas que atingem o estado nos últimos dias. Do total, cerca de 44,5 mil estão hospedadas na casa de parentes e 5,3 mil em abrigos. O número de mortos chega a 14 até o momento.
A estimativa é que 20 mil quilômetros de estradas tenham sido destruídos e danificados pelos temporais, que atingiram mais fortemente 48 dos 78 municípios do estado. A Defesa Civil alerta para o risco de alagamentos nas regiões de Linhares e Colatina, às margens do Rio Doce - cujo nível de água aumentou. Na região de Serrana, o alerta é para perigo de deslizamentos. Segundo o órgão, as defesas civis municipais estão informadas da situação e preparadas para caso seja necessário fazer evacuação emergencial.
Os locais para a entrega de doações de cestas básicas e água mineral são: o 1º Batalhão da Polícia Militar (PM) em Maruípe, Vitória; o 2º Batalhão da PM em Iolanda, em Nova Venécia; o 4º Batalhão, em Vila Velha; no 9º Batalhão, em Cachoeiro do Itapemirim; o 11º Batalhão, no centro, em Barra de São Francisco; o 12º Batalhão, no bairro José Rodrigues Maciel, em Linhares; e na escola Honório Fraga, em São Silvano, em Colatina.
As orientações da Defesa Civil são para que a população que vive nas áreas de risco vá para um local seguro; fique atenta à movimentações de terra; tenha em mãos o telefone da Defesa Civil no município; evite áreas alagadas, terrenos acidentados, locais em que há buracos, bueiros abertos e fiação elétrica exposta. O órgão alerta que trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores são indícios de deslizamento - a orientação é para que, nesses casos, o local seja abandonado imediatamente.
O população atingida pode solicitar atendimento por meio do número de emergência 193.


Edição: Carolina Pimentel


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/s69/CPKY01

Espalhe: